Apple monta estratégia para expandir-se no mercado empresarial

terça-feira, 9 de junho de 2009 15:52 BRT
 

Por David Lawsky

SAN FRANCISCO, Estados Unidos (Reuters) - A Apple está reforçando suas incursões aos mercados empresariais dominados pela Microsoft e por fabricantes de computadores como a Dell, e quer garantir que o seu sistema operacional permita acesso simples a recursos de email corporativo, de forma comparável ao Outlook.

Na segunda-feira, a Apple revelou seu novo sistema operacional OS X Snow Leopard, que estará disponível para todos os computadores Mac a partir de setembro, e para os criadores de software que trabalham com a empresa imediatamente. O sistema inclui compatibilidade com o software "Exchange" que permite aos usuários o acesso remoto a emails e programas de agenda.

"Isso vai ajudar muito no mercado empresarial", disse Phil Schiller, vice-presidente sênior de marketing mundial de produtos da Apple, à Reuters.

"Precisamos ajudar esses clientes a obter uma solução realmente boa, de modo a que seus departamentos de tecnologia da informação se sintam confortáveis com o Mac", disse ele. "E nós fizemos muito nesse sentido ao longo dos anos, mas a integração do Exchange, agora, é um passo realmente grande."

Analistas afirmam que o Exchange representa um passo significativo para a expansão da Apple em um mercado tradicionalmente dominado pelos computadores equipados com o Microsoft Windows e produzidos pelos maiores fabricantes do setor, como a Hewlett-Packard, Dell e Lenovo.

"É importantíssimo. Isso abre todo o mercado empresarial, com apoio para um dos aplicativos mais importantes, a saber o Exchange", disse Michael Gartenberg, analista da Interpret, uma empresa de pesquisa de mídia e tecnologia.

Ele ressaltou que a Apple tornará o Exchange parte de seu sistema operacional, enquanto a Microsoft o vende em separado.

Outros analistas consideram que isso beneficiará a empresa junto aos consumidores individuais.

"Não creio que as pessoas presentes tenham compreendido o quanto isso pode ser importante para a Apple," disse Avi Greengart, analista da Current Analysis.