EUA investigam Google por acordo de digitalização de livros

quarta-feira, 10 de junho de 2009 14:56 BRT
 

Por Diane Bartz

WASHINGTON (Reuters) - O Google recebeu aviso formal do Departamento de Justiça dos Estados Unidos de que investigadores do setor de defesa da concorrência estão avaliando o acordo da empresa com editoras para disponibilização online de milhões de livros.

Perguntado se o Google havia recebido o equivalente civil a uma intimação, o advogado geral do Google, David Drummond afirmou a jornalistas: "Sim, recebemos."

Sob o acordo acertado em outubro passado pelo Google com a Authors Guild e a Association of American Publishers, a empresa de Internet concordou em pagar 125 milhões de dólares para criar o Registro de Direitos Autorais de Livros. O sistema permitirá que autores e editoras registrem trabalhos para receber compensações pelo uso de suas obras.

O plano do Google é permitir que internautas possam fazer buscas em milhões de livros com direitos autorais protegidos e também comprá-los.

Drummond admitiu que o acordo pode ser modificado se necessário. "Estamos abertos a esse tipo de coisa... se for um argumento válido", afirmou.

Dois especialistas em digitalização de livros disseram à Reuters em abril que o Departamento de Justiça os estava consultando sobre o acordo fechado pelo Google com as entidades. Promotores estaduais norte-americanos também estavam pedindo informações dos especialistas.

O Google também faz parte de investigação do Departamento de Justiça dos EUA sobre possíveis pactos feitos por grandes empresas de tecnologia que evitam o "roubo" de talentos entre elas.

Além disso, a Comissão Federal de Comércio dos EUA, que também tem responsabilidades com defesa da concorrência, investiga sobreposição de membros dos conselhos de administração do Google e da Apple.