Microsoft amplia direito de voto de acionistas em assembleia

quinta-feira, 11 de junho de 2009 15:00 BRT
 

SEATTLE (Reuters) - A Microsoft informou na última quarta-feira que seu conselho propôs uma nova regra para dar aos acionistas que detenham mais de 25 por cento de participação o direito de chamar uma reunião especial de acionistas.

A empresa, maior fabricante de softwares do mundo, afirmou que a medida, que será votada na próxima reunião anual em novembro, faz parte de seu objetivo de criar uma administração corporativa forte.

"A possibilidade de acionistas convocarem reuniões especiais é cada vez mais considerado um direito importante dos acionistas", disse o vice-presidente da Microsoft, John Seethoff, em nota à imprensa.

A Microsoft é uma das empresas norte-americanas com mais ações em circulação no mercado, um total de 9 bilhões. Assim, sua base de acionistas também está entre as maiores entre as empresas abertas dos Estados Unidos.

O presidente do conselho e co-fundador da empresa Bill Gates é o maior acionista da empresa, com 8,2 por cento das ações em circulação, seguido do presidente-executivo Steve Ballmer, com 4,6 por cento, segundo dados da Reuters.

(Reportagem de Bill Rigby)