Intel mudará marca de chips e abandonará "Centrino" para PCs

quinta-feira, 18 de junho de 2009 09:41 BRT
 

SAN FRANCISCO, Estados Unidos (Reuters) - A Intel planeja encerrar algumas de suas marcas, entre as quais a Centrino para PCs, e se concentrar em número menor de nomes, enquanto expande suas atividades a novos mercados como o de chips para aparelhos portáteis.

A fabricante de chips anunciou na quarta-feira que deixará de usar a marca "Centrino" em referência a chips para computadores pessoais a partir do ano que vem, e vai utilizá-la para se referir a produtos para comunicação sem fio nos padrões WiFi ou WiMAX.

A maior fabricante mundial de chips, conhecida por suas onipresentes etiquetas "Intel Inside", também anunciou que abandonará as subcategorias de sua marca Core, como "Core 2 Duo".

"Temos uma estrutura complexa, com marcas de plataforma, nomes de produtos e marcas de produto demais e isso torna as coisas mais confusas para os consumidores e compradores de tecnologia da informação", escreveu Bill Calder, porta-voz da Intel, em um blog da empresa.

"Hoje a marca Core da Intel tem uma ampla gama de derivativos (como Core 2 Duo e Core 2 Quad, etc.). Com o tempo esses nomes serão abandonados e em seu lugar haverá uma família simplificada de processadores Core", disse ele.

A empresa planeja reordenar sua família Core de microprocessadores usando um esquema de classificação mais simples --Core i3, Core i5 e Core i7--, o que descreveria recursos básicos, médios e avançados dentro da linha Core, respectivamente.

Computadores de mesa baseados no chip Core i7 foram lançados em novembro de 2008. A empresa afirma que chips Core i5 e Core i3 sairão nos próximos meses.

Mas a Intel anunciou que manterá seu esquema geral de marcas mais amigáveis aos consumidores como Atom, Celeron, Pentium e Core.

O Atom serve aos netbooks e aparelhos móveis. Os chips Celeron, Pentium e Core foram projetados para computadores de mesa e laptops, e os chips Core são os mais avançados microprocessadores da Intel.