Divisão empresarial da Nortel pode ser próxima a ser vendida

segunda-feira, 22 de junho de 2009 15:34 BRT
 

Por Wojtek Dabrowski

TORONTO (Reuters) - A Nortel Networks pode anunciar em breve a venda de sua grande unidade empresarial, à medida que se aproxima da decisão de promover uma divisão completa da empresa, em lugar de promover uma reestruturação para sair da concordata.

A Nortel, que foi no passado uma das maiores produtoras mundiais de equipamentos para telecomunicações, anunciou no final da semana passada que venderia suas operações CDMA e LTE de equipamentos para comunicação sem fio à Nokia Siemens , por 650 milhões de dólares. Foi a primeira grande venda de ativos desde que a Nortel pediu proteção judicial contra falência, em janeiro.

A divisão empresarial, que produz equipamentos para redes destinados a grandes empresas, é vista como o próximo candidato lógico a uma venda, disse Duncan Stewart, analista da DSAM Consulting, de Toronto.

Depois da divisão de telefonia móvel, ela é a maior unidade de negócios da Nortel. A receita no primeiro trimestre foi de 395 milhões de dólares, 41 por cento abaixo do resultado registrado no mesmo período um ano atrás.

"Minha expectativa seria a de que o montante a ser obtido pela divisão não fique muito abaixo ou muito acima" do valor da venda à Nokia Siemens, disse Stewart.

A Nortel anunciou na sexta-feira que estava fazendo progressos na venda de seus demais negócios, mas acrescentou que avaliaria "outras alternativas de reestruturação" caso nenhuma venda se materialize.

Houve um momento em que os analistas viam o potencial de surgimento de uma Nortel mais enxuta, centrada em sua divisão Ethernet, que produz infraestrutura para a Internet e inclui a tecnologia de Ethernet óptica e para operadoras de telefonia.

Carmi Levy, analista independente de tecnologia, diz que agora antecipa "uma seqüência bem rápida de anúncios", à medida que as porções restantes da empresa são separadas e vendidas.

Ainda existe a possibilidade de que a Nortel ressurja como uma empresa menor, disse Levy, mas a venda do maior número possível de unidades parece ter se transformado em prioridade, agora.

"Se... não houver venda, há o potencial de algo positivo no futuro do que vier a restar da Nortel", disse ele, em referência à divisão Ethernet. Isso acontecerá porque a demanda por capacidade e banda de Internet provavelmente subirá quando a economia mundial se recuperar, afirmou.