Telefônica não recorrerá contra suspensão de venda do Speedy

quinta-feira, 25 de junho de 2009 08:40 BRT
 

SÃO PAULO (Reuters) - A Telefônica informou que "descarta totalmente" recorrer à Justiça contra a decisão da Anatel de proibir temporariamente a venda do serviço de banda larga Speedy.

A companhia informou também que deve apresentar ainda nesta semana um plano de ações para aperfeiçoar o acesso rápido à Internet após uma série de interrupções nos últimos meses. A Anatel concedeu um prazo de até 30 dias para a Telefônica enviar o planejamento.

"A Telefônica entende que os usuários esperam mais da companhia", afirmou o presidente do grupo no país, Antonio Carlos Valente. "Este plano é prioridade não só da Telefônica no Brasil, mas de todo o grupo Telefónica", acrescentou em nota enviada à imprensa.

Segundo a empresa, todas as equipes da operadora foram mobilizadas para o aprimoramento do serviço de banda larga.

A suspensão é válida até que a Anatel comprove que as medidas necessárias para regularizar a disponibilização do serviço foram devidamente adotadas. A decisão foi publicada na segunda-feira no Diário Oficial.