Aventureiro quer 1o voo de volta ao mundo com energia solar

sexta-feira, 26 de junho de 2009 11:19 BRT
 

Por Jason Rhodes

DUBENDORF, Suíça (Reuters) - O aventureiro suíço Bernard Piccard revelou na sexta-feira o protótipo de um avião movido a energia solar que ele planeja conduzir em um voo de volta ao mundo, a fim de divulgar o potencial das fontes alternativas de energia.

O protótipo, conhecido como HB-SIA, tem asas de envergadura equivalente à de um jato Jumbo mas seu peso é semelhante ao de um carro comum.

O aparelho é propelido por quatro motores elétricos e projetado para voar dia e noite ao armazenar a energia excedente gerada por suas 24 mil células solares em baterias de alto desempenho.

"Ontem isso era um sonho. Hoje é um avião. Amanhã, teremos um embaixador para a energia renovável", disse Piccard em entrevista no aeroporto de Dubendorf, perto de Zurique.

"Se um avião puder voar dia e noite sem combustível, propelido apenas pela energia solar, ninguém mais poderá alegar que é impossível fazer o mesmo nos veículos motorizados, sistemas de aquecimento e de ar condicionado, e nos computadores", disse Piccard.

O aventureiro, que conquistou fama ao fazer o primeiro voo sem escalas de volta ao mundo em um balão de ar quente, em 1999, espera que o protótipo realize seus primeiros testes de voo ainda este ano e um primeiro teste de voo noturno em 2010, nos céus da Suíça.

O lançamento da sexta-feira surgiu depois de seis anos de trabalho por 50 engenheiros e técnicos no chamado Solar Impulse, que conta com alguns patrocinadores renomados, como o Deutsche Bank, a fábrica de relógios suíça Omega e o grupo químico suíço Solvay.

O avião combina características aerodinâmicas inovadoras, novos materiais de baixo peso mas fortes suficientes para resistir à pressão do voo em altitude elevada, e tecnologia solar.   Continuação...

 
<p>Aeronave Solar-Impulse em cerim&ocirc;nia de lan&ccedil;amento em Duebendorf, Su&iacute;&ccedil;a. O avi&atilde;o tem 61 metros de largura e &eacute; movido a energia solar.</p>