IBM diz que ex-executivo de fusões e aquisições desviou recursos

sexta-feira, 26 de junho de 2009 12:33 BRT
 

(Reuters) - A IBM abriu um processo em Nova York alegando que um ex-executivo da área de fusões e aquisições usou de maneira indevida recursos da companhia em benefício próprio.

A companhia afirmou que uma avaliação mostrou que David Johnson secretamente usou instalações, recursos e pessoal da companhia em proveito próprio para a criação de uma empresa de investimentos de risco, a JSJ Capital Management.

A IBM disse anteriormente que Johnson violou um acordo de não concorrência firmado em 2005, ao ter assumido um posto na rival Dell em maio.

Segundo a empresa, Johnson usou de maneira indevida informações confidenciais da IBM para seus próprios interesses financeiros ao menos quatro anos.

"A partir de pelo menos 2005, o senhor Johnson deu passos substanciais para criar uma companhia de investimentos com foco no setor de tecnologia. Johnson criou essa empresa junto com outras duas pessoas", segundo a IBM.

A queixa alega que o ex-executivo usou por várias vezes recursos da IBM e instalações para preparar apresentações para potenciais investidores da JSJ e usou uma viagem para o Oriente Médio, bancada pela IBM, para angariar potenciais investidores para sua empresa.

A IBM disse ainda que há "grande risco" de Johnson revelar informações da companhia para a Dell.

O advogado de Johnson não estava disponível para comentar o assunto.

(Por Chakradhar Adusumilli em Bangalore)