26 de Junho de 2009 / às 16:31 / 8 anos atrás

Pre ajuda Palm a superar expectativas, ações disparam

<p>Palm Pre &eacute; exibido em Nova York. A companhia anunciou preju&iacute;zo inferior ao esperado no quarto trimestre fiscal e destacou a forte demanda pelo celular inteligente Pre, que lan&ccedil;ou recentemente. Os an&uacute;ncios faziam as a&ccedil;&otilde;es da companhia disparar mais de 16 por cento nesta sexta-feira.</p>

SAN FRANCISCO, Estados Unidos (Reuters) - A Palm anunciou prejuízo inferior ao esperado no quarto trimestre fiscal e destacou a forte demanda pelo celular inteligente Pre, que lançou recentemente. Os anúncios faziam as ações da companhia disparar mais de 16 por cento nesta sexta-feira.

Executivos da empresa informaram que os sinais iniciais de demanda do Pre são promissores. O aparelho concorre diretamente contra o iPhone, da Apple, e o BlackBerry, da Research in Motion, e a Palm espera que ele a leve a superar persistentes prejuízos.

A Palm informou que a demanda pelo Pre está excedendo as expectativas. O aparelho deve melhorar as margens da empresa, que nos últimos anos vem perdendo mercado para os rivais.

Matthew Thornton, da Avian Securities, estimou que a Palm vendeu 70 mil unidades do Pre no trimestre encerrado em 29 de maio. Ele disse que isso, com a ajuda de alíquotas de impostos favoráveis e despesas operacionais inferiores às esperadas, ajudou a companhia a superar de longe as expectativas de Wall Street.

"Estamos ampliando com sucesso a nossa oferta, a fim de atender uma demanda forte e crescente", disse o presidente-executivo Jon Rubinstein sobre o Pre, em conversa telefônica com analistas.

O aparelho, que chegou às lojas no começo de junho, vem recebendo críticas em geral positivas. Analistas estimam que a Palm tenha despachado 150 mil unidades até o momento.

O impacto do Pre será refletido de maneira mais ampla no trimestre atual, uma vez que o lançamento ocorreu em junho. A Sprint Nextel é a operadora exclusiva do aparelho nos Estados Unidos.

A Palm informou que o fluxo de caixa sairá do vermelho no segundo semestre do ano fiscal de 2010 e reassegurou os analistas de que sua posição de capital é suficiente, o que Thornton definiu como "as informações mais importantes a se tirar dos anúncios".

A empresa anunciou prejuízo líquido de cerca de 105 milhões de dólares, ou 0,78 dólar por ação, no quarto trimestre fiscal, ante prejuízo de 43,4 milhões de dólares, ou 0,40 dólar por ação, no mesmo período um ano atrás.

Excluindo eventos não recorrentes, o prejuízo da Palm somou 0,40 dólar por ação, ante expectativa média de analistas consultados pela Reuters Estimates de perda de 0,65 dólar por papel.

A receita despencou 71 por cento, para 86,8 milhões de dólares.

A Palm popularizou o mercado para computadores de mãos conhecidos como PDAs na década de 1990, mas a empresa acabou enfrentando intensa competição de concorrentes, culminando com lançamentos de produtos da Apple e da Research in Motion.

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below