Fabricantes apóiam padrão para carregador de celular na Europa

segunda-feira, 29 de junho de 2009 13:32 BRT
 

BRUXELAS (Reuters) - As principais fabricantes de celulares do mundo concordaram em apoiar um padrão para os carregadores de bateria de seus aparelhos, informou a Comissão Européia nesta segunda-feira.

O acordo, acertado por Nokia, Sony Ericsson e outras empresas do setor vai permitir que os celulares sejam compatíveis com carregadores que serão disponibilizados na Europa no próximo ano, informou a Comissão Européia, que incentivou o acordo.

"As pessoas não terão que jogar fora o carregador toda a vez que compram um novo celular", disse o comissário de Indústria da União Européia, Guenter Verheugen, estimando que acessórios não utilizados de celulares são responsáveis por milhares de toneladas de lixo a cada ano.

A comissão informou que o acordo vai envolver a criação de um padrão europeu e que as novas gerações de celulares poderão usar porta de formato micro-USB para serem carregados, assegurando a compatibilidade.

O órgão executivo da União Européia espera que dentro de três a quatro anos todos os celulares inteligentes do continente estejam usando carregadores padronizados.

Motorola, Apple, LG, NEC, Qualcomm, Research in Motion, Samsung e Texas Instruments também assinaram o acordo, segundo a Comissão Européia. As 10 empresas comandam 90 por cento do mercado celular europeu.

Os carregadores padronizados serão compatíveis apenas com celulares vendidos na Europa, mas Verheugen afirmou que espera que outros países sigam o exemplo europeu.

"Estamos esperando que esta nova iniciativa européia terá um efeito global já que os fabricantes não farão isso apenas para o mercado europeu", disse Verheugen.

 
<p>Comiss&aacute;rio de Ind&uacute;stria da Uni&atilde;o Europ&eacute;ia, Guenter Verheugen, exibe carregador de celular. As principais fabricantes de celulares do mundo concordaram em apoiar um padr&atilde;o para os carregadores de bateria de seus aparelhos, informou a Comiss&atilde;o Europ&eacute;ia nesta segunda-feira.</p>