Empresa sueca compra Pirate Bay por US$7,7 milhões

terça-feira, 30 de junho de 2009 14:56 BRT
 

Por Veronica Ek e Mia Shanley

ESTOCOLMO (Reuters) - Uma pouco conhecida companhia sueca de software comprou o site de troca de arquivos Pirate Bay com a expectativa de transformar a página em uma fonte legal de recursos atraente tanto para internautas quanto para provedores de conteúdo.

A Global Gaming Factory X AB, que opera cibercafés e fornece software, informou na terça-feira que fechou acordo para comprar o site por 60 milhões de coroas suecas (7,7 milhões de dólares).

O Pirate Bay ganhou manchetes do mundo em abril, quando seus três fundadores e seu financista foram condenados na Suécia a um ano de prisão e a pagarem juntos 3,6 milhões de dólares por violação de direitos autorais. A página era uma das maiores de seu tipo da Web.

A agência de notícias sueca TT, citou um dos fundadores do Pirate Bay, Peter Sunde, ao afirmar que o dinheiro da operação não irá diretamente para ele ou a qualquer um dos outros condenados no caso.

Sunde disse à agência que o dinheiro será colocado em uma companhia sediada fora da Suécia e será usado para projetos de Internet diferentes de sites de download.

Representantes do Pirate Bay não estavam imediatamente disponíveis para comentar o assunto.

A Global Gaming informou que acredita que o site é um negócio viável. "Vamos apresentar modelos de negócios que prevejam que provedores de conteúdo e detentores de direitos autorais sejam pagos pelo conteúdo que é baixado do site", informou a empresa em comunicado.

O presidente da Global Gaming, Hans Pandeya, disse em coletiva à imprensa que o site reformulado vai gerar recursos com publicidade, oferta de espaço para armazenamento de dados e ajudar operadoras de telecomunicações a otimizar tráfego de Internet.   Continuação...