Mecanismo de busca da Microsoft cresce em junho

quarta-feira, 1 de julho de 2009 09:49 BRT
 

LONDRES/SEATTLE (Reuters) - A nova ferramenta de busca da Microsoft, Bing, ganhou participação de mercado nos Estados Unidos no primeiro mês de operação, mas ainda está atrás do concorrente Google, segundo dados divulgados nesta quarta-feira.

O Bing, lançado em 3 de junho, mas disponibilizado para alguns usuários alguns dias antes, assumiu uma fatia de 8,23 por cento do mercado de buscas online feitas no país em junho, contra 7,81 por cento de participação da Microsoft pouco antes do lançamento e 7,21 por cento em abril, informou a empresa de pesquisa StatCounter.

O Google, em contrapartida, perdeu ligeira participação, caindo para 78,48 por cento, contra 78,72 por cento antes do Bing. Já o Yahoo, segundo colocado no mercado, avançou para 11,04 por cento, ante 10,99 por cento.

A fatia de mercado do Bing atingiu 9,21 por cento na primeira semana de junho, diminuindo a presença nas duas semanas seguintes antes de alcançar 8,45 por cento na última semana do mês.

Os resultados podem dar impulso à Microsoft, que está investindo pesadamente nos negócios de serviços online e se recusa a ceder espaço para o Google.

"A primeira vista, um aumento de 1 por cento na participação de mercado não parece ser um enorme retorno do investimento feito pela Microsoft no Bing, mas a tendência básica parece positiva", afirmou Adohan Cullen, presidente-executivo da StatCounter, em um comunicado.

A maior companhia de software do mundo ainda pode lançar uma parceria no segmento de busca na Internet com o Yahoo, mas rumores sobre tal acordo diminuíram nos últimos dias.

A StatCounter, localizada em Dublin, diz que seus dados se baseiam em 4 bilhões de visualizações de páginas por mês monitoradas por meio de uma rede de sites. Outras empresas do setor, como a comScore, não devem divulgar dados sobre a participação dos buscadores até meados deste mês.