Juiz concede liminar revertendo condenação em caso do MySpace

quinta-feira, 2 de julho de 2009 18:10 BRT
 

LOS ANGELES (Reuters) - Um juiz federal dos Estados Unidos concedeu nesta quinta-feira uma liminar revertendo a condenção de uma mulher acusada de levar uma menina de 13 anos apaixonada ao suicídio, ao atormentá-la através de um perfil falso no MySpace.

O juiz julgou que a petição do estatuto anti-hacking pelo procurador contra Lori Drew, uma mãe suburbana do Estado do Missouri, era seletiva e vaga.

O juiz afirmou que sua decisão de reverter a condenação de Drew por três acusações de má conduta ao ter acessado outro computador sem autorização seria mantida como liminar até que um parecer seja emitido sobre o caso de cyber-bullying.