Receita de Facebook chegará aos "bilhões" em cinco anos

segunda-feira, 6 de julho de 2009 12:35 BRT
 

Por David Lawsky

SAN FRANCISCO (Reuters) - O Facebook provavelmente estará registrando bilhões de dólares em receita dentro de cinco anos, ante os 500 milhões de dólares que terá este ano, de acordo com Mark Andreessen, empresário do Vale do Silício e membro do Conselho da empresa.

Andreessen disse à Reuters que o mais popular dos serviços mundiais de redes sociais poderia acumular 1 bilhão de dólares em receita este ano, se trabalhasse mais na venda de publicidade.

Mas acrescentou que a essa altura é mais importante para sites sociais como o Facebook e o Twitter manter e ampliar suas bases de usuários, e capturar mercado, em lugar de se preocuparem demais com obter lucros rapidamente.

"Este ano, eles terão receita de mais de 500 milhões de dólares", disse Andreessen em entrevista, apontando para o fato de que o Facebook tem mais de 225 milhões de usuários, o que indica que a receita por usuário continua baixa.

"Se eles acelerassem a monetização, faturariam mais de 1 bilhão de dólares este ano", disse Andreessen, que foi tema de reportagem de capa da revista Time como fundador da primeira produtora mundial de navegadores de Internet, a Netscape.

O Facebook jamais revelou informações sobre sua receita, limitando-se a afirmar que antecipava uma alta de 70 por cento este ano.

"Há todos os motivos para esperar, em minha opinião, que essa coisa possa estar faturando bilhões dentro de cinco anos", afirmou Andreessen.

O executivo, que está criando um fundo de capital para empreendimentos em sociedade com Ben Horowitz, outro antigo executivo da Netscape, lamenta não ter investido no Facebook. "Eu provavelmente teria podido, se tivesse insistido, mas não o fiz", disse ele, acrescentando que conhecia os fundadores da empresa desde o começo.

Andreessen investiu no Twitter, um site de microblogs de rápido crescimento que permite que os usuários se comuniquem por meio de mensagens de 140 caracteres conhecidas como tweets.