Executivos do Netscape criam fundo para empresas iniciantes

segunda-feira, 6 de julho de 2009 17:15 BRT
 

Por David Lawsky

SAN FRANCISCO (Reuters) - Os empresários da Web Mark Andreessen e Ben Horowitz levantaram 300 milhões de dólares para um novo fundo de investimentos, declarando que planejam evitar o perigo de as empresas iniciantes que receberão aportes sejam forçadas a gerar lucros rapidamente.

Fugir de um retorno rápido pelo investimento pode parecer pouco intuitivo em um momento em que novos empreendedores estão lutando por dinheiro ou sendo forçados a fechar as portas, mas Andreessen e Horowitz não concordam.

Eles apontam diversos novos empreendimentos dos quais participaram --mas talvez o mais importante para levantar fundos foi a fama de Andreessen como fundador do primeiro navegador de Internet do mundo, o Netscape. Horowitz também era um executivo da empresa.

A Andreessen-Horowitz --conhecida como "de A a Z"-- tem apenas dois sócios principais, o que significa uma relação incrivelmente alta de capital por investidor.

"Podemos investir em qualquer lugar um valor entre 50 mil e 50 milhões de dólares", disse Andreessen.

Capital de investimento é uma viagem de longo prazo, com aportes que demoram sete anos ou mais para serem recuperados, quando a empresa começar a gerar lucros.

A intenção é que os 300 milhões de dólares da Andreessen-Horowitz durem por 10 anos, e Andreessen afirmou que o período pode se alongar ainda mais no caso de algumas empresas.

O Vale do Silício e a Costa Oeste dos Estados Unidos estão cheios de empreendimentos de sucesso, desde a Intel até a Cisco Systems e o Google, mas é difícil saber qual vai dar certo.

 
<p>Os empres&aacute;rios da Web Mark Andreessen e Ben Horowitz levantaram 300 milh&otilde;es de d&oacute;lares para um novo fundo de investimentos, declarando que planejam evitar o perigo de as empresas iniciantes que receber&atilde;o aportes sejam for&ccedil;adas a gerar lucros rapidamente. REUTERS/Brendan McDermid (UNITED STATES BUSINESS SCI TECH)</p>