Dell lança pacote de serviço forense digital para a polícia

terça-feira, 7 de julho de 2009 10:29 BRT
 

LONDRES (Reuters) - A Dell, segunda maior fabricante mundial de computadores, lançou um pacote de hardware, software e serviços na terça-feira com o objetivo de ajudar a polícia a condenar mais criminosos, agora que proliferam as provas digitais.

A empresa afirma que seu pacote forense digital ajudará a polícia a reduzir demoras que podem atingir os dois anos, porque permitirá que muitos analistas trabalhem simultaneamente com os mesmos dados, preservando ao mesmo tempo um registro firme de quem lidou com as provas a cada dado momento da investigação.

O pacote, lançado com a ajuda de parceiros que incluem a Intel, oferece aos clientes ferramentas que permitem construir e hospedar um centro de dados próprio, o que significa que eles poderiam contar com a conveniência da chamada computação em nuvem e manter eles mesmos o controle de um sistema como esse.

James Quarles, diretor de marketing da Dell para o setor público europeu, disse à Reuters que clientes que puderem ter acesso remoto a provas de crime, por meio desses centros de dados, poderiam usufruir de uma vantagem de tempo crucial, por exemplo, em casos nos quais a lei disponha de um prazo máximo para a prisão de suspeitos de terrorismo sem provas.

A Dell reorganizou suas operações no final do passado para agrupá-las em torno de segmentos de consumidores, um dos quais é o setor público, em lugar de dividi-las em regiões geográficas, e anunciou na terça-feira que isso beneficia seus esforços para o novo pacote forense digital.

Josh Claman, diretor das operações europeias da Dell para o setor público, afirmou em um blog que o novo produto "concretiza tudo que desejávamos realizar quando decidimos reestruturar a maneira pela qual as necessidades dos clientes do setor público são atendidas" (em en.community.dell.com/blogs)

A Dell faturou quase 15 bilhões de dólares em vendas ao setor público no ano passado, incluindo hospitais, governo, educação e defesa, cerca de um quarto de sua receita total.

A empresa mencionou estimativas do grupo de pesquisa IDC, de que o mercado forense digital dos Estados Unidos movimentará 630 milhões de dólares este ano, ante 252 milhões de dólares em 2004, enquanto o internacional atingirá a marca do 1,8 bilhão de dólares em 2011.

 
<p>Sombras do presidente da Dell, Michael Dell, durante entrevista em T&oacute;quio. A companhia, segunda maior fabricante mundial de computadores, lan&ccedil;ou um pacote de hardware, software e servi&ccedil;os na ter&ccedil;a-feira com o objetivo de ajudar a pol&iacute;cia a condenar mais criminosos, agora que proliferam as provas digitais.</p>