Novos ataques na web são registrados; Coreia do Norte é suspeita

quinta-feira, 9 de julho de 2009 18:48 BRT
 

SEUL (Reuters) - Uma nova onda de ataques cibernéticos que causaram lentidão em websites dos Estados Unidos e Coreia do Sul atingiu novos alvos nesta quinta-feira, informou uma empresa de segurança na Internet.

Segundo a agência de inteligência sul-coreana, o ataque dos hackers pode ter ligação com a Coreia do Norte.

O impacto dos ataques cibernéticos, que até agora tiveram como alvo dezenas de sites, incluindo o da Casa Branca e o da sede do governo da Coreia do Sul, foi considerado insignificante, mas serviu como um lembrete de que o governo norte-coreano tem se planejado para uma guerra cibernética.

"O ataque previsto de fato ocorreu, mas medidas consideráveis de contenção foram tomadas e realmente funcionaram como uma defesa até certo grau", disse um dirigente da empresa de segurança online Ahnlab.

Alguns websites sul-coreanos, incluindo o do Ministério da Defesa e o do Serviço Nacional de Inteligência, foram afetados. O acesso a alguns sites do governo dos EUA, incluindo os Departamentos de Estado e de Defesa, parecia estar prejudicado.

Em Washington, autoridades disseram que todos os websites do governo federal estavam operando normalmente e não houve impacto de quaisquer novos ataques nesta quinta-feira.

O Pentágono disse ter passado por um aumento de atividade na Internet por um período de 24 a 48 horas depois do feriado de 4 de julho, mas isso não teve nenhum efeito significativo nas operações.

(Por Jack Kim)