Presidente da Telefónica livra-se de acusação de insider trading

sexta-feira, 17 de julho de 2009 12:25 BRT
 

MADRI (Reuters) - O presidente do conselho da Telefónica, Cesar Alierta, livrou-se nesta sexta-feira da acusação de prática de insider trading relacionada ao período em que dirigiu outra companhia, segundo documentos oficiais.

Uma fonte de tribunal de Madri afirmou que a corte descartou as acusações por causa do lapso de tempo decorrido desde as supostas infrações. O sobrinho de Alierta, Luis Placer, também foi liberado.

A Telefónica não comentou o assunto imediatamente, afirmando que a decisão ainda precisa ser avaliada.

Às 12h17 (horário de Brasília), as ações da companhia exibiam alta de 0,5 por cento, superando o desempenho do principal índice do mercado acionário espanhol.

"Com essa decisão, Alierta continuará firmemente no cargo de direção da Telefónica. Os investidores apoiam bastante sua administração", disse um investidor da Telefónica nos Estados Unidos, que pediu para não se identificado.

 
<p>Presidente do conselho da Telef&oacute;nica, Cesar Alierta, em audi&ecirc;ncia em tribunal de Madri, em abril. O executivo livrou-se nesta sexta-feira da acusa&ccedil;&atilde;o de pr&aacute;tica de insider trading relacionada ao per&iacute;odo em que dirigiu outra companhia, segundo documentos oficiais.</p>