Otimismo sobre acordo da Microsoft com Yahoo supera resultados

segunda-feira, 20 de julho de 2009 10:14 BRT
 

Por Bill Rigby

SEATTLE, Estados Unidos, 20 de julho (Reuters) - A Microsoft provavelmente divulgará a primeira queda anual de faturamento desde que abriu capital em bolsa de valores esta semana, mas os investidores estão se concentrando mais nos comentários positivos sobre o Windows 7, sinais de uma recuperação no setor de tecnologia e até mesmo em rumores sobre acordo com o Yahoo que permitiria a empresa desafiar o Google no segmento de buscas online.

A questão para os investidores da maior produtora mundial de software, que anuncia seus resultados trimestrais na quinta-feira, será determinar se o balanço poderá justificar otimismo suficiente para manter o ímpeto que resultou em alta de 63 por cento nas ações da empresa do começo de março para cá.

Pesos pesados da tecnologia como IBM e Intel despertaram expectativas na semana passada ao anunciarem projeções que sugerem que o pior da crise financeira internacional pode já ter passado para o deprimido setor de computadores.

A Microsoft, cujo software aciona mais de 90 por cento dos PCs do planeta, deve se beneficiar disso, com os preparativos para o lançamento da nova versão de seu sistema operacional, o Windows 7, em outubro.

"O sentimento mudou", diz Todd Lowenstein, administrador de carteira de investimento na HighMark Capital. "As pessoas estão começando a se entusiasmar com a visibilidade do Windows 7 agora, as críticas tem sido positivas e existe certa demanda acumulada."

"Eles conseguiram superar as dificuldades em muitos de seus negócios", disse Lowenstein, que administra o fundo mútuo Value Momentum da HighMark, o qual detém 530 mil ações da Microsoft.

Além do Windows 7, que pode ajudar a empresa a se recuperar do lançamento da versão anterior do Windows, Vista, a Microsoft também está preparando uma nova versão do pacote de aplicativos Office, e está avançando diante do Google com o Bing, serviço de buscas na Web lançado seis semanas atrás.

Depois de meses de negociações intermitentes e de uma tentativa frustrada de aquisição no ano passado, a Microsoft também parece pronta para assinar com o Yahoo um acordo sobre buscas e publicidade online, disse uma fonte familiarizada com o assunto. O anúncio pode surgir antes que os resultados do grupo sejam revelados.