Principal desenvolvedor da Oracle tira licença de 1 ano

terça-feira, 21 de julho de 2009 15:35 BRT
 

BOSTON, Estados Unidos (Reuters) - O principal desenvolvedor de software da Oracle vai tirar uma licença de um ano para realizar um curso de administração pública. A saída dele acontece em um momento em que a companhia se prepara para o maior lançamento de produto de sua história de 32 anos.

O vice-presidente-executivo Charles Rozwat vai tirar a licença a partir de 1o de agosto, para realizar um programa de mestrado na Escola de Governo Kennedy de Harvard, informou uma porta-voz da Oracle.

A saída do executivo acontece depois que a segunda maior produtora de software do mundo completou o código da próxima versão do pacote de programas de administração de negócios, Fusion Applications. Um pequeno grupo de clientes vai testar o produto antes de ser lançado ao público no próximo ano.

Analistas afirmaram que o conjunto de programas é o produto mais complexo que a companhia já lançou. A ferramenta vai ampliar a linha de administração de negócios que a empresa tenta usar para ampliar sua participação de mercado diante da rival maior SAP.

O vice-presidente sênior de desenvolvimento de aplicativos da Oracle, Ed Abbo, deixou a companhia no mês passado. O executivo e representantes da Oracle não comentaram o motivo de sua saída.

A porta-voz da Oracle, Karen Tillman, afirmou que o vice-presidente sênior Thomas Kurian vai assumir a área de desenvolvimento durante a ausência de Rozwat. Kurian tem administrado o desenvolvimento do Fusion Applications desde janeiro de 2008.

 
<p>Foto de arquivo do presidente da Oracle, Larry Ellison, durante confer&ecirc;ncia da empresa. O principal desenvolvedor de software da Oracle vai tirar uma licen&ccedil;a de um ano para realizar um curso de administra&ccedil;&atilde;o p&uacute;blica. A sa&iacute;da dele acontece em um momento em que a companhia se prepara para o maior lan&ccedil;amento de produto de sua hist&oacute;ria de 32 anos.</p>