Intel recorre da decisão antitruste da Comissão Europeia

quarta-feira, 22 de julho de 2009 11:01 BRT
 

BRUXELAS (Reuters) - A Intel, maior fabricante de chips do mundo, entrou nesta quarta-feira com um recurso na Corte de Primeira Instância da Europa contra um parecer antitruste e uma multa de 1,06 bilhão de euros (1,50 bilhão de dólares) imposta pelo órgão regulador da União Europeia.

"Nós acreditamos que a Comissão Europeia interpretou de modo equivocado algumas evidências e ignorou outras" , afirmou o porta-voz da Intel Robert Manetta.

A Comissão afirmou que a Intel tentou prejudicar a rival AMD por meio de descontos ilícitos.

(Reportagem de Foo Yun Chee)

 
<p>An&uacute;ncio da Intel em feira de tecnologia em Taip&eacute;. A maior fabricante de chips do mundo entrou nesta quarta-feira com um recurso na Corte de Primeira Inst&acirc;ncia da Europa contra uma multa de 1,06 bilh&atilde;o de euros imposta pelo &oacute;rg&atilde;o regulador da Uni&atilde;o Europeia.</p>