Microsoft tem receita menor que esperado e ações recuam

quinta-feira, 23 de julho de 2009 19:51 BRT
 

Por Bill Rigby

NOVA YORK (Reuters) - A Microsoft registrou uma queda, acima do esperado, de 17 por cento na receita trimestral e afirmou que seus negócios continuam sendo afetados pela retração nos mercado de PCs e de servidores, o que levou suas ações a caírem 8 por cento.

A empresa, maior fabricante de softwares do mundo e dona do sistema operacional usado na grande maioria dos computadores do mundo, deu poucas esperanças de uma recuperação no setor de tecnologia até o ano que vem, apesar do recente otimismo gerado por outras empresas da área.

"Ainda vemos condições desafiadoras para o balanço deste ano-calendário", disse o vice-presidente-financeiro da Microsoft Christopher Liddell em entrevista por telefone.

"Pelo menos sequencialmente, vemos um pouco de crescimento. Apesar das coisas não estarem necessariamente melhorando, elas podem ter chegado ao fundo do poço", afirmou Liddell.

A Microsoft informou um lucro líquido para o quarto trimestre de 3,045 bilhões de dólares, ou 0,34 dólar por ação, ante os 4,297 bilhões, ou 0,46 dólar por ação, registrados no mesmo período em 2008.

Já o lucro, excluindo itens, foi de 0,38 dólar por ação no trimestre, fechado em 30 de junho, superando a previsão média de analista de 0,36 dólar por ação, segundo a Reuters Estimates.

As vendas da empresa sofreram uma queda de 17 por cento para 13,1 bilhões de dólares, longe da estimativa média de analistas de 14,48 bilhões. As vendas anuais do sistema operacional Windows --seu negócio mais importante-- caíram pela primeira vez na história.

"Eles realmente saíram fracos em receita. Eu espero que enfatizem isso na teleconferência, deem mais clareza. Eu esperaria que na teleconferência eles nos dissessem onde estão os dólares", disse a analista da Fort Pitt Capital Group Kim Caughey.   Continuação...