"Respire com calma" aconselha Nasa a astronauta iniciante

sexta-feira, 24 de julho de 2009 14:32 BRT
 

Por Irene Klotz

CABO CANAVERAL, EUA (Reuters) - A Nasa tem um conselho a dar para o mergulhador de elite da Marinha cuja primeira caminhada espacial foi encerrada antes do previsto por causa de um problema de oxigênio: respire com calma.

Os astronautas Chris Cassidy e David Wolf, do ônibus espacial Endeavour, estavam perto do término de uma caminhada espacial na quarta-feira quando dióxido de carbono começou a se acumular dentro da roupa de Cassidy. Esse gás venenoso é removido quimicamente da vestimenta espacial totalmente fechada por meio de uma bomba de hidróxido de lítio.

Engenheiros acreditam que o entusiasmo e o esforço inicial de Cassidy para a saída da nave provocaram uma falha na bomba durante a caminhada. Cassidy nunca ficou em perigo, já que a jornada foi cancelada antes de os níveis de dióxido de carbono chegarem perto de um ponto preocupante.

"Há um padrão de operação (do hidróxido de lítio) pelo qual se a pessoa sai da nave e tem uma taxa metabólica muito alta logo no começo a bomba não funciona tão bem todo o tempo", disse a diretora de voo da estação espacial Holly Riding.

"Chris é um membro da unidade Seal da Marinha", disse Ridings, referindo-se às forças especiais da Marinha dos Estados Unidos que operam em terra, ar e mar.

"Ele está em grande forma e por isso nós apenas tivemos de dizer a ele: 'Ei, sabemos que você pode fazer isso muito bem, mas precisamos que (a bomba) funcione corretamente, por isso apenas desacelere um pouco e vá com calma'. Ele reagiu com bom humor", disse Ridings.

Cassidy e o colega Tom Marshburn devem realizar uma caminhada de 7 horas e meia nesta sexta-feira para concluir a substituição de baterias no sistema de eletricidade por energia solar a bordo da Estação Espacial Internacional.

Também nesta sexta-feira, uma nave russa de carga partiu do Cosmódromo de Baikonur, no Cazaquistão, com mais de 1.215 quilos de equipamentos e suprimentos, bem como 810 quilos de combustível para a estação.

A chegada está prevista para quarta-feira, um dia depois da partida da tripulação do Endeavour, cujo retorno está marcado para a próxima sexta-feira, no Centro Espacial Kennedy, na Flórida.

 
<p>O astronauta Chris Cassidy, em foto tirada da c&acirc;mera do capacete do colega Tom Marshburn, durante a caminhada desta sexta-feira para concluir a substitui&ccedil;&atilde;o de baterias no sistema de eletricidade por energia solar a bordo da Esta&ccedil;&atilde;o Espacial Internacional. REUTERS/NASA TV</p>