5 de Agosto de 2009 / às 01:03 / 8 anos atrás

Resultados da Electronic Arts superam expectativas e ações sobem

Por Gabriel Madway

SAN FRANCISCO (Reuters) - A fabricante de videogames Electronic Arts informou resultados melhores que o esperado devido às boas vendas do game “The Sims 3” e a cortes de custos, o que levou suas ações a uma alta de até 4 por cento nesta terça-feira.

Os resultados trouxeram um pouco de alívio à indústria de videogames, que ultimamente tem sofrido com a crise econômica, que continua influenciando os gastos do consumidor e, portanto, as vendas.

A EA também reiterou suas projeções para o ano fiscal. A empresa, que se declarou a maior fabricante de videogames da Europa e da América do Norte no trimestre terminado em junho, anunciou neste ano seus planos para cortar cerca de 11 por cento de sua força de trabalho e fechar fábricas, tendo diminuído sua linha de produtos para focar em menos jogos.

Os esforços de reestruturação da empresa estão quase concluídos, disse o presidente-financeiro da EA em entrevista.

A Electronic Arts registrou um prejuízo líquido de 234 milhões de dólares, ou 0,72 dólar por ação, para o primeiro trimestre fiscal, fechado em 30 de junho, contra um prejuízo de 95 milhões de dólares, ou 0,30 dólar por ação, no mesmo período de 2008.

Excluindo itens, a Electronic Arts teve um prejuízo de 0,02 dólar por ação, número melhor que a média esperada por analistas, de 0,12 dólar por ação, segundo a Reuters Estimates.

A receita da empresa caiu para 644 milhões de dólares, mas o cálculo da receita fora do padrão contábil norte-americano registrou um aumento de 34 por cento para 816 milhões de dólares, número maior que a previsão de Wall Street, de 735,7 milhões.

A EA vendeu 3,7 milhões de cópias do game “The Sims 3”, e mais 1,8 milhões de cópias do “EA Sports Active”, seu game mais vendido para o Wii, da Nintendo, o console mais popular do mercado.

A empresa dobrou sua receita com games para o Wii no trimestre.

A Electronic Arts também reforçou suas projeções de lucro para o ano fiscal de 2009, excluindo itens, de 1 dólar por ação sobre uma receita, for do padrão contábil, de 4,3 bilhões de dólares.

As ações da empresa, com sede na Califórnia, tiveram uma alta de 35 por cento no ano. Os papéis fecharam nesta terça-feira em 21,89 dólares na Nasdaq, e subiram para 22,07 dólares no pregão after-market.

Reportagem de Gabriel Madway

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below