Cisco diz que pode melhorar relação entre tecnologia e música

quinta-feira, 13 de agosto de 2009 12:53 BRT
 

NOVA YORK, 13 de agosto (Reuters) - John Chambers, presidente-executivo da fabricante de equipamento para redes Cisco Systems, disse que a mais recente expansão da empresa no ramo da mídia online e entretenimento ajudará a melhorar o relacionamento entre o setor de música e o Vale do Silício.

A Cisco anunciou que está expandindo um acordo existente com a terceira maior gravadora do mundo, o Warner Music Group, para criar e administrar sites de outros artistas, entre os quais a banda Paramore, indicada ao Grammy, e o cantor Trey Songz.

Empresas de mídia como as gravadoras vêm mantendo relacionamento tenso com as companhias do Vale do Silício nos últimos anos, porque a tecnologia de Internet que desenvolvem permitem que os consumidores contornem os modelos de negócio estabelecidos da mídia tradicional.

O sistema de mídia Eos, da Cisco, é um novo serviço de software que ajuda a construir e manter sites que ofereçam música, vídeos e recursos de rede social. Chambers disse que isso pode ajudar as empresas de música a desenvolver modelos de negócios mais lucrativos, em meio à transição para a distribuição e download online de música.

"Enfrentamos uma transição que é de muitas formas um paradoxo. O consumo de música cresceu quase dois dígitos em termos de demanda mas a receita gerada quase não se alterou", disse Chambers a jornalistas, em teleconferência.

Muita gente no mundo da mídia sente que as empresas de tecnologia não se esforçaram o suficiente para proteger os direitos autorais controlados pelo setor de mídia sobre toda espécie de conteúdo, de canções a filmes.

"Em lugar do Vale do Silício e o setor de música trabalharem quase como adversários, a ideia é que trabalhemos juntos e conquistemos esses espaços decisivos", afirmou Chambers.

Uma vez que o serviço utilizará os servidores da Cisco, as companhias de mídia não terão preocupações de manutenção. O Warner Music Group foi a primeira grande empresa de entretenimento a aderir ao Eos.

A Cisco, mais conhecida como fabricante de roteadores e comutadores que direcionam o tráfego de Internet, se expandiu nos últimos anos para novos negócios como software, servidores, videoconferências e bens de consumo eletrônicos, tais como decodificadores e câmeras de vídeo.