Substância química pode destruir células-tronco que geram tumor

quinta-feira, 13 de agosto de 2009 18:29 BRT
 

Por Julie Steenhuysen

CHICAGO (Reuters) - Pesquisadores norte-americanos descobriram uma substância química que pode destruir as células-tronco que geram o câncer de mama --um tipo de célula-mestre de câncer que resiste aos tratamentos convencionais e que pode explicar porque muitos tumores voltam.

Descobrir uma forma de destruir estas células pode facilitar muito a cura do câncer.

"Há muitas evidências agora que sugerem que estas células sejam as responsáveis por muitas recaídas observadas após o fim do tratamento", afirmou o pesquisador do Instituto de Tecnologia do Massachusetts e do Broad Institute Piyush Gupta, que publicou seu estudo na revista Cell, em entrevista por telefone nesta quinta-feira.

O problema é que as células-tronco cancerígenas são raras e difíceis de serem estudadas no laboratório uma vez que elas rapidamente se transformam em outros tipos de células. E elas também são difíceis de destruir.

"Não estava claro se seria possível encontrar compostos que destruiriam seletivamente as células-tronco cancerígenas", disse Gupta em comunicado. "Foi isso que fizemos".

Para estudar as células, a equipe de Gupta desenvolveu primeiro um método para estabilizar células-tronco cancerígenas no laboratório e fazer com que se multiplicassem. Eles então as testaram com 16 mil compostos químicos naturais e comerciais para ver quais conseguiam destruir especificamente as células-tronco cancerígenas.

Com isso, descobriram 32 substâncias.

A lista diminuiu para umas poucas, que foram testadas no laboratório e em ratos.   Continuação...