Microsoft e Yahoo se unem a opositores do Google Books

sexta-feira, 21 de agosto de 2009 17:44 BRT
 

Por David Lawsky

SAN FRANCISCO (Reuters) - A Microsoft e o Yahoo se uniram a um grupo de opositores do acordo judicial que autoriza o Google a digitalizar milhões de publicações, informaram as empresas nesta sexta-feira.

As empresas se uniram à Aliança Livro Aberto, formada por ONGs e bibliotecas que levantaram a bandeira contra os planos do Google de digitalizar livros e colocá-los na Internet.

"Sim, concordamos em participar da coalizão", disse um porta-voz da Microsoft. Uma porta-voz do Yahoo também confirmou sua participação.

A Amazon.com supostamente também se uniu à Aliança, mas uma porta-voz afirmou: "Não comentamos boatos e especulação."

Críticos dizem que o acordo dá ao Google a liberdade de fixar preços para bibliotecas, uma vez que escaneiam os livros e os colocam na Internet. Se o serviço se tornar uma necessidade nas bibliotecas, elas enfrentariam um monopólio de preço, dizem os opositores do Google.

Eles afirmam ainda que o acordo também autoriza o Google --e somente o Google-- a digitalizar as chamadas obras órfãs, o que poderia levar a um problema de antitruste.

As obras órfãs são livros e outros itens que ainda estão sob a lei de direitos autorais norte-americana mas não está claro quem retém os direitos sobre elas.

O Google não recebeu bem as críticas. "O acordo não é exclusivo. Se melhorado pelo tribunal, ele irá ampliar o acesso a milhões de livros nos EUA", disse Gabriel Sticker, um porta-voz do Google.