Oracle corta salário-base de seu presidente-executivo para US$1

segunda-feira, 24 de agosto de 2009 15:50 BRT
 

SAN FRANCISCO (Reuters) - A gigante de softwares Oracle disse em documento entregue a agências reguladoras na sexta-feira que iria cortar o salário anual de seu presidente-executivo para 1 dólar durante o exercício fiscal de 2010 dos 1 milhão de dólares pagos ao executivo no ano anterior.

O presidente-executivo, Larry Ellison, concordou com o corte, segundo o documento.

"O comitê de compensação reconhece que o Sr. Ellison tem uma participação acionária significativa na Oracle, mas crê que ele ainda deve receber uma compensação anual uma vez que tem um papel vital e ativo em nossas operações, estratégias e em nosso crescimento. Não obstante, durante o exercício fiscal de 2010, o Sr. Ellison concordou em diminuir seu salário anual para 1 dólar", disse a empresa no documento.

Uma porta-voz da empresa não quis fazer comentários adicionais.

Os pacotes de compensação para executivos da Oracle incluem um salário-base, um bônus anual e opções de ação.

No exercício fiscal de 2009, 97 por cento das compensações totais de Ellison foram em bônus e opções de ação. Apenas 1,2 por cento disso vinha de seu salário-base e 1,8 por cento em benefícios, segundo a empresa.

(Reportagem de Clare Baldwin)

 
<p>Apenas 1,2 por cento da compensa&ccedil;&atilde;o do presidente-executivo da Oracle Larry Ellison (em foto de arquivo) vinha de seu sal&aacute;rio-base. REUTERS/Robert Galbraith</p>