Chinesa Huawei diz não ter plano para investir na Alcatel-Lucent

sexta-feira, 28 de agosto de 2009 09:39 BRT
 

Por Kirby Chien

PEQUIM, 28 de agosto (Reuters) - A chineasa Huawei Technologies informou nesta sexta-feira que não tem planos para comprar participação na rival Alcatel-Lucent. O comunicado surge dois dias após as ações da companhia franco-americana terem disparado por rumores de que uma concorrente chinesa iria comprar a empresa.

"Nossa estratégia de inovação centrada no cliente está conduzindo o crescimento da Huawei e isso continua em nossa estratégia", afirmou Ross Gan, diretor global de comunicações corporativas da Huawei, à Reuters. "A Huawei não tem planos de tomar uma fatia na Alcatel-Lucent", explicou ele.

As ações da Alcatel-Lucent saltaram 16 por cento na quarta-feira, em meio aos rumores de mercado e após o Natixis elevar recomendação da fabricante.

Uma autoridade de relações públicas da ZTE, concorrente da Huawei no mercado doméstico chinês, também informou que não tem informação sobre qualquer acordo futuro. "Eu acho que é apenas rumor", disse ela.

A Huawei e a ZTE têm expandido suas operações agressivamente em mercados estrangeiros, mas os esforços estão sendo conduzidos principalmente por crescimento orgânico.

Analistas disseram que qualquer aquisição enfrentará avaliação regulatória. Tal apuração anulou uma tentativa da Huawei e de sua parceria Bain Capital de comprar a norte-americana 3Com em 2007.

"Haverá incontestavelmente consolidação no setor manufatureiro de equipamentos de telecomunicações, e eu acho que provavelmente haverá apenas três ou quatro restantes, com a Huawei e a ZTE sendo duas delas", afirmou Damien Bailey, especialista em telecomunicações do escritório de advocacia Simmons & Simmons.