Analistas elevam preço-alvo de ações da Dell após resultados

sexta-feira, 28 de agosto de 2009 15:29 BRT
 

28 de agosto (Reuters) - As ações da Dell chegaram nesta sexta-feira a subir 10 por cento, após uma série de corretoras terem elevado preço-alvo da ação da fabricante de PCs com base em seus fortes resultados trimestrais. O balanço da empresa mostrou sinais de recuperação na demanda dos consumidores.

Pelo menos nove corretoras, incluindo o Citigroup e o UBS, elevaram preço-alvo das ações da Dell nesta sexta-feira, um dia após a empresa, segundo maior marca de PCs do mundo, ter divulgado lucro trimestral melhor que o esperado. O resultado sinalizou que a empresa foi mais bem-sucedida em cortar custos e proteger preços de seus produtos do que analistas, ou mesmo seus próprios executivos, haviam previsto.

No segundo trimestre, fechado em 31 de julho, a Dell informou ter tido um lucro líquido de 472 milhões de dólares, ou 0,24 dólar por ação, o que representa uma queda em relação aos 616 milhões, ou 0,31 dólar por ação, registrados no mesmo período no ano anterior.

Excluindo eventos não recorrentes, a empresa lucrou 0,28 dólar por ação, superando estimativa média de analistas de ganho de 0,23 dólar por ação, segundo a Reuters Estimates.

A S&P Equity Research também melhorou sua recomendação sobre as ações da Dell de "vender" para "manter".

O analista do Deutsche Bank Chris Whitmore acredita que cerca de 70 por cento da base instalada da Dell ainda opera no Windows XP, o que sugere uma enorme oportunidade de atualização para os próximos 12 a 24 meses.

Ele elevou seu preço-alvo para as ações da Dell de 15 para 20 dólares.

"Esperamos que a combinação do lançamento do Windows 7 com uma base instalada cada vez mais antiga e condições macroeconômicas cada vez melhores sustentará uma expansão crescente da unidade de PCs caminhando para 2010, e até 2011/12", disse Whitmore, que manteve recomendação de compra para as ações.

A Dell está apostando em um forte ciclo de substituição de PCs a partir de 2010, com o novo sistema operacional da Microsoft, Windows 7, ajudando a empresa a deixar o atual período de retração econômica.

 
<p>A Dell est&aacute; apostando em um forte ciclo de substitui&ccedil;&atilde;o de PCs a partir de 2010 com o novo sistema operacional da Microsoft, Windows 7. REUTERS/Brendan McDermid</p>