Site de música Vevo negocia com CBS e NBC

quarta-feira, 2 de setembro de 2009 10:37 BRT
 

Por Yinka Adegoke

NOVA YORK (Reuters) - O Vevo, um serviço iniciante de vídeos musicais online criado por duas grandes gravadoras e equipado com a plataforma de tecnologia do YouTube, está negociando com a CBS e NBC para licenciar e desenvolver programas para a Web, de acordo com duas pessoas familiarizadas com as conversações.

O site Vevo é a resposta do setor de música ao Hulu, o popular serviço online de vídeos criado pela NBC Universal, News Corp e Walt Disney.

O Vevo, que deve estrear em dezembro, está sendo projetado para oferecer vídeos musicais e programação relacionada a música de alta qualidade. Operará em separado do YouTube, controlado pelo Google, cuja tecnologia servirá para estruturar o novo site. Hoje, o YouTube abriga o maior número de vídeos musicais na Web.

O Universal Music Group, da Vivendi, maior companhia musical do mundo, e o YouTube anunciaram originalmente os planos do serviço em abril. Até o momento, o Vevo assinou um acordo de parceria em conteúdo e capital com a Sony Music Entertainment.

Uma pessoa que conhece os planos da Vevo declarou que acordos semelhantes com o Warner Music Group e o EMI Group estão em negociação. O acordo com a Warner provavelmente vai demorar mais, devido à disputa que existe no momento entre a empresa e o YouTube quanto a questões financeiras.

Os parceiros querem que o Vevo se torne mais que um simples site de vídeos musicais e entrevistas com músicos. Esperam desenvolver conteúdo original relacionado a música, em parceria com produtores de programação experientes tais como CBS, NBC, ABC e Fox. Esses programas também poderiam ser veiculados na TV convencional.

Tudo isso poderia transformar o Vevo em concorrente da MTV Network, divisão da Viacom que controla um império de programação a cabo.

Não se sabe ainda se o Vevo vai requerer fundos adicionais antes do lançamento, ainda que a empresa tenha negociado com investidores financeiros tais como grupos de capital privado, que demonstraram interesse em bancar a companhia iniciante, de acordo com uma fonte que conhece bem os seus planos.

(Por Yinka Adegoke)