Redes sociais conquistam grande fatia dos anúncios na Web

quarta-feira, 2 de setembro de 2009 16:12 BRT
 

SAN FRANCISCO (Reuters) - Cerca de um em cada cinco dos anúncios convencionais veiculados na Internet dos Estados Unidos são vistos em sites de redes sociais como o MySpace e o Facebook, de acordo com um levantamento.

O estudo conduzido pela comScore, que pesquisa a audiência da Internet, sublinha a crescente importância dos sites de redes sociais no panorama da Internet, e a aceitação mais ampla desses sites pelas marcas anunciantes.

Também ilustra a crescente concorrência entre os sites de mídia social e empresas de Internet estabelecidas como o Yahoo e a America Online, da Time Warner, que há muito se definem como principais veículos online para os anúncios de grandes marcas.

A pesquisa da comScore, divulgada nesta terça-feira, informa que os sites de mídia social responderam por 21 por cento dos anúncios em formato convencional da Internet dos EUA, em julho, e MySpace e Facebook receberam mais de 80 por cento desses anúncios.

"Como os principais sites de mídia social conseguem oferecer alcance e frequência satisfatórios junto aos públicos-alvos visados, e a baixo custo, parece que alguns anunciantes estão ansiosos por usar os sites de redes sociais como um novo veículo para sua publicidade," disse Jeff Hackett, vice-presidente sênior da comScore.

De acordo com a comScore, AT&T, Experian Interactive e a Ask Network, da IAC/Interactive Corp., foram os três maiores anunciantes nos sites de redes sociais, em julho.

Embora os sites de mídia social venham desfrutando de alta em sua popularidade nos últimos anos --o Facebook é hoje o quarto mais visitado site da Internet mundial--, alguns observadores questionam se é possível monetizá-los de forma efetiva.

Como o conteúdo nos sites de mídia social é criado pelos usuários, e pode por isso ser ousado ou ofensivo, há quem questione a disposição dos anunciantes para veicular suas marcas em companhia de conteúdo desse tipo.

O preço dos anúncios em sites de redes sociais é bem menor do que em portais como Yahoo ou America Online, disse o analista Jeff Lindsay, da Sanford Bernstein.

O vasto volume de páginas disponíveis nos sites de redes sociais significa que os anunciantes podem comprar grande número de anúncios a preços baixos.

(Reportagem de Alexei Oreskovic)