Vendas da UMC em agosto mostram melhora na demanda por chips

terça-feira, 8 de setembro de 2009 11:18 BRT
 

Por Baker Li

TAIPÉ, 8 de setembro (Reuters) - A taiuanesa UMC, segunda maior fabricante terceirizada de chips do mundo, registrou as maiores vendas mensais em quase dois anos em agosto, fornecendo mais evidências de recuperação no segmento de semicondutores.

Conforme a demanda por computadores, celulares e televisores de tela plana acelera, a UMC e a rival de maior porte TSMC preveem vendas e exportações maiores no terceiro trimestre. Contudo, analistas disseram que o crescimento das vendas pode desacelerar no quarto trimestre.

Os sólidos resultados da UMC surgem um dia após a estatal ATIC, de Abu Dhabi, ter se oferecido para comprar a Chartered Semiconductor, de Cingapura, que provavelmente deve se juntar à Globalfoundries, podendo criar uma importante concorrente para TSMC e a UMC, caso consiga atrair novos clientes.

"A combinação (entre a Chartered Semi e a Globalfoundries) tem potencial de almejar o segundo lugar em alguns anos. Dito isso, a especulação é prematura, dado que a fábrica de Nova York da Globalfoundries entrará em operação apenas em 2012", informou a CLSA em uma nota na segunda-feira. "O desafio dessa combinação está ao menos três anos distante."

A United Microelectronics Corp (UMC) apresentou vendas de 9,062 bilhões de dólares taiuaneses (276 milhões de dólares) em agosto, quantia 11 por cento maior frente ao ano passado. Este foi o terceiro aumento anual consecutivo nas vendas mensais, segundo a companhia.

De janeiro a agosto, porém, as vendas da UMC somaram 51,34 bilhões de dólares taiuaneses, queda de 22 por cento sobre igual período do ano passado.

A TSMC deve divulgar as vendas de agosto na quinta-feira.