Palm revela celular Pixi, mas pode ficar à sombra de rivais

quarta-feira, 9 de setembro de 2009 14:21 BRT
 

Por Franklin Paul

NOVA YORK (Reuters) - A Palm anunciou na quarta-feira um celular inteligente de preço mais baixo, parte da mesma família que o seu popular Palm Pre, ainda que a iniciativa possa terminar à sombra de lançamentos de produtos rivais pela Motorola e Apple.

A Palm anunciou que começará a vender o Pixi, um celular multimídia com teclado completo, antes da temporada de festas. Como o popular Palm Pre, o Pixi será oferecido exclusivamente pela Sprint Nextel nos Estados Unidos.

O preço será revelado posteriormente, informou a Palm, acrescentando que o Pixi, menor e mais leve, custaria menos que o Pre, o qual passará a ser comercializado como produto premium. Diversos analistas previram que, computados os descontos, o novo aparelho será vendido por 99 dólares.

A Palm anunciou também um corte de 50 dólares no preço do Pre, para 149 dólares, além do desconto de 100 dólares já vigente para os clientes que assinarem um contrato de dois anos com a operadora.

Os anúncios não tiveram efeito positivo sobre as ações da Palm, que caíram em cinco por cento depois que Deepak Sitaraman, analista do Credit Suisse, rebaixou sua recomendação.

Ele mencionou preocupações sobre vendas inferiores às esperadas e a decisão da Palm de manter a Sprint, em lugar de optar pela AT&T ou pela Verizon Wireless, bem como a escassez de informações sobre a data em que os novos celulares da Palm, equipados com seu sistema operacional "WebOS," chegarão a essas operadoras.

"Com o anúncio de que o novo Palm Pixi será lançado exclusivamente pela Sprint, perto do final do ano (nossa expectativa era de que o aparelho fosse lançado pela AT&T ou Verizon), acreditamos que nossa estimativa para participação de 10 por cento da Palm nos celulares inteligentes da AT&T e da Verizon em 2010 talvez agora se prove otimista, já que é improvável que essas operadoras promovam o Pixi agressivamente quando enfim o receberem no ano que vem," ele afirmou em recente nota de pesquisa.

Para a Palm, que tem entre seus executivos antigos dirigentes da Apple, o novo aparelho pode ter de lutar por atenção na semana que vem, quando duas rivais, a Motorola e a Apple, lançarão novos produtos.