Huawei nega negociação de aliança com Alcatel-Lucent

quinta-feira, 10 de setembro de 2009 10:12 BRT
 

DALIAN, China, 10 de setembro (Reuters) - A chinesa Huawei, uma das principais fabricantes de equipamentos de telecomunicações do mundo, negou nesta quinta-feira notícia de que está negociando a formação de parceria com a rival franco-americana Alcatel-Lucent.

A revista francesa Challenges informou que as duas companhias iniciaram conversas preliminares, prevendo fabricar um certo número de produtos em parceria, mas descartaram uma fusão.

As ações da Alcatel-Lucent negociadas na bolsa de Paris registraram leve alta na quarta-feira.

"As notícias são incorretas. A Huawei não está em conversações com a Alcatel-Lucent", disse o porta-voz da fabricante chinesa, Ross Gan. Uma porta-voz da Alcatel-Lucent se recusou a comentar o assunto.

Esta não é a primeira vez que a Huawei descartou especulações sobre uma parceria com a Alcatel-Lucent. No final do mês passado, a Huawei declarou que não tinha planos de adquirir participação na empresa, dois dias após as ações da companhia franco-americana terem saltado 16 por cento em uma única sessão, parcialmente devido aos rumores de mercado de que poderia ser comprada pela rival chinesa.

No passado, a Huawei estabeleceu parcerias com concorrentes estrangeiros, incluindo a alemã Siemens e a norte-americana 3COM.