Newsletters miram e-mail e bolso de consumidores

quinta-feira, 10 de setembro de 2009 16:37 BRT
 

Por Basil Katz

NOVA YORK (Reuters Life!) - Você é um jovem com estilo, com uma boa renda e mora em uma grande cidade norte-americana? Pois bem, as newsletters de comportamento estão de olho no seu e-mail, e no seu bolso.

Esses informativos também estão tirando a renda de publicidade de outras mídias tradicionais, como as revistas masculinas GQ e Esquire.

O Thrillist.com e o Urbandaddy.com, ambos fundados em 2005, estão entre os maiores no setor cada vez maior de publicações masculinas para e-mail. Após fazer a assinatura nos sites, os consumidores passam a receber e-mails com dicas sobre como se enturmar e onde fazer compras.

"Nós geramos muito dinheiro por todo conteúdo que nós criamos, porque nós alcançamos esses caras, os antenados, primeiros a se ligar nas novas tendências", disse o co-fundador do Thrillist.com Adam Rich.

A empresa afirma que 96 por cento de seus 1,1 milhão de assinantes têm curso superior e uma renda média anual de 88 mil dólares, e metade deles ganha mais de 100 mil dólares por ano.

Com edições diferentes para 12 cidades, e uma 13a a ser lançada em breve em Seattle, além de uma edição nacional, o Thrillist.com está se expandindo rapidamente. Eles esperam gerar uma receita de entre 5 milhões e 10 milhões de dólares em 2009.

"Homens não são de ficar horas procurando coisas nas lojas. O que eles querem é ter um amigo para quem possam ligar e pegar o que precisam saber", disse o fundador do Urbandaddy.com, Lance Broumand. "É por isso que os anunciantes nos pagam tudo isso. Somos esse amigo".

O tom das duas newsletters é cuidadosamente adaptado para atrair o público: exclusividade e luxo no caso do Urbandaddy, divertido e relaxado no caso do Thrillist. Ambas também organizam com frequência eventos gratuitos e com forte presença dos patrocinadores para assinantes escolhidos.   Continuação...