Polícia turca liberta 9 mulheres enganadas por "Big Brother" falso

sexta-feira, 11 de setembro de 2009 09:28 BRT
 

ISTAMBUL (Reuters) - Nove mulheres que achavam que estavam participando de um programa de reality show e estavam presas em uma casa em Istambul foram resgatadas por policiais depois de dois meses de confinamento, informou um porta-voz da polícia.

Câmeras na casa filmavam as mulheres 24 horas por dia, transmitindo imagens ao vivo para internautas que pagaram para ter acesso à transmissão, segundo o porta-voz.

As mulheres, todas da Turquia, segundo a imprensa do país, responderam a um anúncio que buscava participantes para um programa estilo "Big Brother". Elas passaram por um teste e processo de seleção antes de entrarem na casa.

"Os pais das mulheres chamaram a polícia depois que não tiveram notícias delas. A polícia militar descobriu o local da casa e ouviu as mulheres gritando dentro dela", afirmou o porta-voz, afirmando que a invasão ocorreu na segunda-feira.

A polícia prendeu três homens. Segundo a mídia turca, as mulheres tinham assinado um contrato concordando que não teriam nenhum contato com suas famílias e que previa multa de 50 mil liras turcas se deixassem a casa antes.