Com foco renovado em design, laptops chegam à maturidade

terça-feira, 22 de setembro de 2009 10:03 BRT
 

Por Gabriel Madway

SAN FRANCISCO, Estados Unidos (Reuters) - Pode se despedir do laptop "tijolo preto". A era dos computadores pessoais simples e caretas chegou oficialmente ao fim.

Com o lançamento de novos notebooks e netbooks para a temporada de festas de fim de ano, os fabricantes estão definitivamente concentrando suas atenções em máquinas bonitas, coloridas e ultrafinas, e designs atraentes se tornaram um traço dominante em uma gama de escolhas cada vez mais ampla.

A chance de que Hewlett-Packard e Dell ressaltem a textura sutil do revestimento ou o artista famoso responsável pelo design é maior que a de que se concentrem em aspectos técnicos como velocidade, os quais costumavam ser o tema principal dos fabricantes de computadores em uma disputa pela superioridade tecnológica.

Não muitos anos atrás, a maioria dos laptops representava alguma variação de uma caixa em tom cinzento ou preto, excetuadas as máquinas da Apple, que já produzia laptops com estilo nos anos de 1990.

Agora, o design ganhou importância inédita no mercado de computadores pessoais, já que as máquinas se tornaram cada vez mais parecidas em termos técnicos, o que deixa poucos fatores de diferenciação de desempenho e faz do estilo uma das poucas áreas restantes em que se pode haver concorrência.

Ed Boyd, vice-presidente de design de produtos de consumo na Dell, a segunda maior fabricante de computadores pessoais, chegou à empresa cerca de dois anos atrás, vindo da Nike. Ele afirma que o mercado de computadores pessoais está passando pela mesma transformação vista no mercado de calçados esportivos.

A Nike "tomou um produto sem diferenciação, os tênis, e fez dele algo moderno, atraente e relevante", disse. "O que estamos testemunhando é a mesma transformação no mercado de computadores... e esse fenômeno está afetando tanto o mercado empresarial quanto o mercado ao consumidor."

À medida que os computadores pessoais se tornam mais leves e portáteis, consumidores e empresas vêm destacando a aparência de máquinas usadas fora de casa ou do escritório.   Continuação...