Mudança contábil nos EUA pode ajudar empresas de tecnologia

quinta-feira, 24 de setembro de 2009 09:58 BRT
 

Por Gabriel Madway

SAN FRANCISCO (Reuters) - As autoridades que definem as regras de contabilidade nos Estados Unidos aprovaram na quarta-feira uma alteração nas regras de prestação de contas que pode beneficiar companhias de tecnologia como a Apple, permitindo que reconheçam maior receita quando vendem produtos.

A mudança, que na expectativa de analistas deve fornecer uma imagem financeira mais precisa de empresas como Apple, Palm e Cisco Systems, foi aprovada por cinco votos a zero em reunião do Financial Accounting Standards Board.

A mudança se relaciona à maneira pela qual a receita é reportada para produtos que combinem software e hardware, a exemplo dos celulares inteligentes. Anteriormente, esses aparelhos eram governados pelas regras contábeis aplicáveis ao software.

Sob as normas contábeis do software, a receita é reportada ao longo do ciclo de vida esperado de um produto, que tipicamente se estende por alguns anos.

"Se você tinha um produto contendo um aspecto de hardware e outro de software... e se o software tinha importância crítica para ele, era preciso seguir as regras do software", disse Brian Minnihan, sócio na divisão de tecnologia do grupo de auditoria BDO Seidman.

A mudança se aplicará aos anos fiscais começando em ou depois de 15 de junho de 2010, mas aplicação anterior está autorizada. Minnihan disse que algumas empresas podem optar por adotar a nova regra já a partir do trimestre em curso.

Analistas afirmam que a mudança na contabilidade provavelmente terá mais impacto sobre a Apple, cujas vendas do popular iPhone não foram refletidas completamente em seus resultados trimestrais.

Sob as regras vigentes, a Apple tinha de contabilizar as receitas com a venda do iPhone dispersas ao longo de dois anos. Tratamento semelhante se aplica à Apple TV.