E-readers como o Kindle são vistos como hit do Natal

sexta-feira, 2 de outubro de 2009 18:38 BRT
 

Por Gabriel Madway

SAN FRANCISCO (Reuters) - Dispositivos de leitura eletrônicos, conhecidos como e-readers, podem se tornar o hit dos presentes de Natal na temporada de festas de fim de ano de 2009 nos Estados Unidos, com a nova leva de aparelhos portáteis que começa a se unir aos iPods e outros aparelhos mp3 na categoria de acessórios de desejo.

Analistas do setor ficarão de olho no número de e-readers vendidos à frente do lançamento de computadores "tablet" multimídia que possivelmente estão sendo desenvolvidos pela Apple e outras empresas do setor, e que poderiam alterar todo o ambiente competitivo.

A queda nos preços e o crescimento no número de livros digitalizados estão impulsionando a demanda por e-readers como o Kindle, da Amazon.com, e o Reader, da Sony.

Os pequenos e leve aparelhos atraem leitores, mas muitos os veem como a primeira versão de um acessório portátil para levar para todo canto, com o qual o consumidor poderá assistir a filmes e navegar na Internet, além de ler livros e jornais.

A ISuppli espera que as vendas de e-readers no mundo todo superem as 5 milhões de unidades neste ano, ante 1 milhão registradas no ano passado. Ainda teremos que ver se a atual versão de e-readers irá se tornar algo mais, ou se os tablets irão tomar o mercado.

"Há um tremendo potencial para que estes aparelhos se tornem mais multifuncionais", disse a analista da Forrester Research Sarah Rotman Epps.

Consumidores buscando presentes de Natal poderão comprar seus e-readers nas lojas da Wal-Mart e Best Buy, nos EUA. Em maio, a Forrester previa que 2 milhões de e-readers seriam vendidos só nos Estados Unidos neste ano, mas o centro de estudos agora espera que as vendas superem em muito esta previsão.