Google e escritores devem enviar mudanças em acordo até 9/11

quarta-feira, 7 de outubro de 2009 15:29 BRT
 

NOVA YORK (Reuters) - Propostas de mudanças no acordo judicial para que o Google possa publicar milhões de livros online devem ser apresentadas ao tribunal até 9 de novembro, afirmou nesta quarta-feira o juiz norte-americano que julga o caso.

Os planos do Google foram elogiados pois buscam ampliar o acesso a livros, mas o grupo de Internet também tem sido criticado sob alegações de práticas de que ferem a concorrência, violação de direitos autorais e de privacidade.

O acordo na justiça faz parte de um esforço para resolver uma disputa de 2005 aberta pelo sindicato de autores norte-americano, entre outros grupos, contra o Google.

O juiz Denny Chin afirmou que espera que ambas as partes formalizem um pedido pela aprovação preliminar da nova versão do acordo até o dia 9 de novembro, para que seja possível manter a audiência no final de dezembro ou começo de janeiro para uma aprovação definitiva.

"Gosto da data-alvo no início de novembro. Ter uma meta para apresentar as mudança é o jeito certo", disse Chin durante reunião de 15 minutos com os advogados do Google, do sindicato e do Departamento de Justiça dos Estados Unidos, no tribunal.

No mês passado, o Departamento de Justiça pressionava Chin para que rejeitasse a versão anterior do acordo.

"As expectativas entre as partes será de que apresentamos um acordo", disse um advogado do Google Daralyn Jeannine Durie ao juiz.

(Reportagem de Grant McCool e Diane Bartz)