Legisladores dos EUA querem investigação sobre Google Voice

sexta-feira, 9 de outubro de 2009 11:44 BRT
 

Por John Poirier

WASHINGTON (Reuters) - Os legisladores dos Estados Unidos instaram as autoridades regulatórias a investigar a capacidade do Google para bloquear dispendiosos telefonemas para áreas rurais, com o objetivo de reduzir despesas, o que representa o mais recente confronto entre o gigante da Internet e a AT&T.

O serviço Google Voice ocupa posição central na disputa entre o maior serviço mundial de buscas online e a Apple quanto ao motivo para que o aplicativo de telefonia do Google, que oferece telefonemas de baixo custo aos usuários, não esteja ainda disponível no iPhone.

O Google informou que a Apple rejeitou o Voice, mas a Apple afirmou que ainda estava estudando o aplicativo, porque ele altera a funcionalidade telefônica e a interface de uso do iPhone.

A AT&T, operadora exclusiva do iPhone nos Estados Unidos, se queixou de que o Google tinha a capacidade de bloquear determinadas chamadas, algo que as operadoras de telefonia do país estão proibidas de fazer.

A AT&T afirma que o Google desfrutaria de vantagem desleal caso o serviço Google Voice não esteja sujeito às mesmas regras que se aplicam às operadoras de telefonia.

Na quarta-feira, um grupo de 20 deputados republicanos e democratas na Câmara dos Deputados norte-americana, a maioria dos quais representantes de áreas rurais, escreveu uma carta à Comissão Federal de Comunicações (FCC) solicitando uma investigação da capacidade da companhia de Internet para bloquear telefonemas.

"Estamos solicitando formalmente uma investigação da FCC quanto à natureza e função do serviço de voz do Google," eles escreveram na carta endereçada a Julius Genachowski, presidente da FCC.

Uma porta-voz da FCC não quis comentar, na quinta-feira. A comissão já solicitou informações ao Google, Apple e AT&T, a maior operadora norte-americana de telefonia.

Genachowski informou, separadamente, que a FCC em breve abriria inquérito para examinar as tarifas pagas por algumas operadoras de telefonia, como a Sprint Nextel Corp e T-Mobile, às suas rivais de maior porte, AT&T e Verizon Communications, para a conexão de chamadas de telefonia móvel.