Dogan enfrenta revés em disputa tributária bilionária na Turquia

terça-feira, 13 de outubro de 2009 10:34 BRT
 

Por Birsen Altayli

ISTAMBUL, 13 de outubro (Reuters) - As autoridades tributárias da Turquia rejeitaram a caução oferecida pela Dogan Yayin, que está combatendo uma multa tributária recorde de 3,3 bilhões de dólares, o que agravou o amargo impasse que já existe entre as autoridades da Turquia e a maior companhia de mídia do país.

O serviço tributário do Ministério das Finanças solicitou, por isso, um mandado preliminar permitindo o confisco de ações de três das subsidiárias da Dogan Yayin, disse um porta-voz da empresa na terça-feira.

"Porque a caução da Dogan Yayin não foi aceita, eles solicitaram um mandado," ele afirmou.

A Dogan Yayin, que controla metade do mercado privado de mídia turco, acusou o governo de persegui-la por sua cobertura crítica do governo do primeiro-ministro Tayyip Erdogan.

O partido situacionista, o AK, rejeitou a acusação, ainda que tenha declarado no passado que os jornais e canais de TV da Dogan operam como partido oposicionista.

Fontes do governo, que recusaram que suas identidades fossem mencionadas, informaram à Reuters que as autoridades agora podem tomar o controle de subsidiárias da Dogan Yayin, se assim desejarem. As fontes também informaram que a empresa pode apelar contra a recusa da caução.