França caminha para abertura de casas de aposta online

terça-feira, 13 de outubro de 2009 17:27 BRT
 

PARIS (Reuters) - A França deu mais um passo em direção ao fim do monopólio estatal sobre as casas de aposta online, para que empresas privadas possam também oferecer apostas esportivas na Internet sobre pôquer, futebol e turfe, sob uma nova lei aprovada pelo parlamento francês nesta terça-feira.

Sob pressão da União Europeia, além de empresas e clubes de futebol de olho no mercado multibilionário de jogos de azar, o governo francês quer a nova lei já em vigor para a Copa do Mundo de 2010, na África do Sul.

Partidos da oposição mostraram preocupação de que a proposta de lei possa resultar em um "boom" nas apostas feitas online, além de um aumento no número de viciados em jogo, ao passo que operadores de aposta no setor privado afirmam que as novas regras continuam sendo muito restritivas.

"Escolhemos um meio-termo que creio ser justo e eficiente", disse o ministro do Orçamento da França, Eric Woerth, autor do projeto. "Será uma abertura controlada".

Woerth afirmou que a lei é necessária para proteger apostadores de casas ilegais, com a explosão no número de sites de apostas.

Até agora, os únicos operadores legais de apostas na Internet no país são duas empresas estatais, a PMU, para o turfe, e a Française de Jeux, para loteria e outros jogos.