Fundadores do Skype querem excluir Index e Volpi de compra

quarta-feira, 14 de outubro de 2009 13:48 BRT
 

Delaware (Reuters) - Os fundadores do Skype pediram a um tribunal federal dos Estados Unidos que conceda um mandado proibindo a Index Ventures e um de seus sócios de continuar participando da aquisição do serviço de telefonia via Internet, por valor estimado em 1,9 bilhão de dólares, de acordo com petição apresentada nesta quarta-feira.

O processo, aberto pela Joltid, a nova empresa de Niklas Zennstrom e Janus Friis, os fundadores do Skype, alega que a Index e um de seus sócios, Michelangelo Volpi, estavam utilizando informações confidenciais de maneira indevida, em seu esforço por adquirir participação majoritária no Skype junto ao eBay.

A solicitação do mandado é a mais recente etapa na batalha jurídica que ameaça atrapalhar a venda de 65 por cento da Skype pelo eBay, em transação anunciada no começo do mês passado. Além da Index Ventures, os compradores devem incluir o grupo de capital privado Silver Lake e uma empresa de capital para empreendimentos gerida por Marc Andreessen, co-fundador da Netscape.

O caso também destaca o desentendimento entre os fundadores do Skype e Volpi, um antigo executivo da Cisco Systems a quem eles conhecem há anos.

O processo aberto pela Joost e pela Joltid contra Michelangelo Volpi e a Index Ventures será julgado pelo tribunal distrital da justiça federal norte-americana no Delaware.

(Reportagem de Tom Hals e Sinead Carew)