iTunes, da Apple, deve chegar a mais mercados europeus em 2010

terça-feira, 20 de outubro de 2009 17:05 BRST
 

Por Foo Yun Chee

BRUXELAS (Reuters) - Mais consumidores europeus poderão baixar músicas da loja online da Apple, o iTunes, a partir do ano que vem, após a empresa ter chegado a um acordo com outros grupos sobre as regras para a distribuição de música na Internet, informou a Comissão Europeia.

As atuais práticas de licenciamento de músicas e a estrutura das regras de direitos autorais na Europa podem, no entanto, dificultar a escolha dos consumidores.

A Apple, que atualmente não permite que seus usuários europeus façam compras no iTunes de fora de seu país de residência, controla pouco mais que a metade das vendas de músicas digitais por meio do iTunes.

A Apple, a Amazon.com e a gravadora EMI estavam entre as signatárias do acordo que estabelece princípios gerais para a distribuição online de música no futuro, afirmou a Comissão Europeia.

"A Apple já demonstrou que estava otimista sobre a abertura maior do iTunes para consumidores europeus em mais países europeus no próximo ano", disse o porta-voz da Comissão, Jonathan Todd, em coletvia nesta terça-feira.

"É um passo concreto em direção a uma melhor oferta de músicas na Internet para consumidores e também irá beneficiar a indústria musical ao assegurar melhores condições no mercado", disse.

A gravadora Universal Music Group, da Vivendi, a fabricante de celulares Nokia e os grupos de arrecadação de royalties SACEM, PRS for Music e STIM, além da associação de consumidores BEUC, também assinaram o documento.