Nokia pode obter indenização de US$1 bi por iPhone--analistas

sexta-feira, 23 de outubro de 2009 16:35 BRST
 

Por Tarmo Virki

HELSINQUE (Reuters) - A Apple enfrenta a possibilidade de ter que pagar até 1 bilhão de dólares à Nokia, maior fabricante de celulares do mundo, pelo uso de tecnologia da empresa finlandesa em todos iPhones vendidos até o momento, caso perca uma ação judicial aberta pela Nokia, afirmam analistas.

A Nokia entrou com o processo nos Estados Unidos na quinta-feira, alegando que a Apple teria infringido 10 patentes suas e acusando a fabricante do iPhone de tentar se aproveitar do investimento em tecnologia da Nokia.

A Apple, que chegou tarde ao mercado de celulares, abocanhou uma fatia considerável do mercado de alto padrão, mas detém pouca propriedade intelectual em comparação com suas concorrentes no setor, que trabalham sob acordos de compartilhamento de licenças.

O analista Niel Mawston, da Strategy Analytics, disse que a Apple pode acabar pagando à Nokia qualquer valor entre 200 milhões e 1 bilhão de dólares pelas patentes usadas nos 34 milhões de iPhone vendidos até agora.

Analistas dizem que a Nokia tem bons argumentos para comprovar seu direito a uma indenização, já que é uma das principais detentoras de patentes sobre tecnologias móveis, junto com a Qualcomm e a Ericsson.

"É quase impossível imaginar que alguém possa produzir qualquer aparelho celular sem usar tecnologias patenteadas pela Nokia", disse o diretor de pesquisas da CCS Insight, Ben Wood.

Um porta-voz da Ericsson afirmou nesta sexta-feira que a empresa mantém um acordo de licenciamento com a Apple.

A Nokia afirma em seu requerimento que ofereceu diversos preços diferentes à Apple, tanto por cada patente individual quanto por um pacote, mas a empresa norte-americana rejeitou as ofertas.