Lenovo prevê alta nas vendas de computadores após Windows 7

segunda-feira, 26 de outubro de 2009 09:54 BRST
 

XANGAI (Reuters) - A Lenovo, quarta maior fabricante de computadores pessoais do mundo, prevê um aumento nas vendas de PCs partir do lançamento do novo sistema operacional da Microsoft, o Windows 7, afirmou o chairman da companhia, Liu Chuanzhi, no sábado.

"Terá um grande impacto, e fizemos vários preparativos para isso", disse ele.

Liu falou à Reuters durante um fórum da indústria, mas se recusou a fornecer uma projeção de receita.

A Lenovo lançou dois novos laptops na linha corporativa, ambos utilizando o novo Windows.

Observadores da indústria estão apostando em mais recuperação das vendas de computadores no próximo ano, conforme a economia global melhora e as empresas substituem equipamentos antigos.

Contudo, as opiniões dividem-se sobre quão forte será o impacto do Windows 7.

A Microsoft colocou no mercado na última quinta-feira o Windows 7, seu mais importante lançamento em mais de uma década, visando recuperar clientes após o decepcionante sistema operacional Vista.

O chairman da Acer, J.T. Wang, também afirmou recentemente à Reuters que espera que o lançamento do Windows 7 seja um fator positivo para as vendas, conforme os consumidores buscam atualizar computadores que utilizam o Vista ou o Windows XP.

As exportações de computadores na região Ásia-Pacífico, sem considerar o Japão, aumentaram 17 por cento no terceiro trimestre, segundo dados da empresa de pesquisa IDC. A Lenovo tem a maior participação de mercado na Ásia.

(Reportagem de Melanie Lee e David Lin)