América Móvil está otimista em relação a negócio nos EUA

terça-feira, 27 de outubro de 2009 17:43 BRST
 

CIDADE DO MÉXICO (Reuters) - A América Móvil, do bilionário Carlos Slim, está otimista de que seu novo serviço popular de telefonia celular nos Estados Unidos, que será vendido pelo Wal-Mart, irá gerar bons resultados, afirmou o presidente-executivo da empresa de telefonia mexicana nesta terça-feira.

A nova parceria entre Wal-Mart Stores e América Móvil aumentou a pressão sobre outras operadoras com preços populares, como Leap Wireless International, MetroPCS Communications e a Boost Mobile, da Sprint Nextel.

"Não conhecemos ainda os número exatos mas sentimos que o Straight Talk será muito bem sucedido nos EUA", disse o presidente-executivo da América Móvil, Daniel Hajj, durante teleconferência com analistas.

O Straight Talk, serviço da unidade norte-americana da América Móvil TracFone Wireless, inclui um plano pré-pago de 30 dólares por mil minutos de chamadas, além de um plano de 45 dólares por mês sem limite de minutos.

O serviço irá usar a rede da principal operadora no mercado, a Verizon Wireless, que é uma joint venture entre Verizon Communications e Vodafone Group.

Hajj afirmou que a América Móvil não tem planos no momento para estabelecer sua própria rede de telefonia móvel nos EUA.

"Estamos felizes sendo apenas uma operadora de rede móvel virtual (MVNO, na sigla em inglês). Fomos muito bem sucedidos e queremos continuar assim no futuro", disse Hajj.

(Reportagem de Noel Randewich e Tomas Sarmiento)