Acionistas da Telco renovam acordo, exceto Benetton

quarta-feira, 28 de outubro de 2009 18:55 BRST
 

Por Tiziana Barghini

MILÃO (Reuters) - Todos os principais investidores da Telecom Italia, com exceção da família Benetton, renovaram o acordo que mantém o controle da espanhola Telefónica e de seus parceiros italianos sobre a maior operadora de telecomunicações da Itália, com direito de saída em 2011.

Numa medida que sugere um voto de confiança sobre a atual estratégia da Telecom Italia, o grupo Telco --controlador de 24,5 por cento da quinta maior empresa de telecomunicações da Europa-- informou nesta quarta-feira que o acordo foi renovado até abril 2013, mas investidores terão o direito de sair do negócio a partir de abril de 2011.

A renovação permite que a Telefónica, maior acionista da Telco, e os investidores italianos evitem a depreciação imediata de seus investimentos, já que o valor das ações da Telecom Italia continuam bem abaixo dos 2,2 euros que estão nos registros da Telco.

As ações da Telecom Italia fecharam a sessão desta quarta-feira em queda de 1,9 por cento, a 1,11 euros.

Analistas descrevem a relutância da Telco em assinar o acordo de três anos sem uma cláusula de saída como uma atitude prudente, dada a volatilidade do ambiente econômico.

A família Benetton, menor investidor da Telco, com participação de 8,4 por cento, desistiu do negócio após um longo tempo em que sinalizava sua vontade de sair por considerá-lo um péssimo investimento. Mas analistas afirmam que a decisão da Benetton, que já era esperada, não deve influenciar na estratégia da Telco.

A principal confirmação esperada pelo mercado era de permanência da Telefónica na Telco, segundo analistas.